*

Na lipoenxertia, a gordura do próprio corpo é utilizada para preencher, definir ou dar volume a certas partes. Após ser retirada das regiões em que se encontra em excesso, ela é tratada e reaplicada nos seios, bumbum, rosto, lábios, queixo ou coxas, por exemplo. A técnica do enxerto de gordura para preenchimentos estéticos não possui contraindicações, mas deve ser realizada por cirurgião plástico especialista após avaliação criteriosa de cada caso.

Como funciona?

Como aproveita a gordura corporal, o enxerto de gordura, quase sempre, é realizado em associação com a lipoaspiração. Depois que o cirurgião plástico retira a gordura das seções doadoras — barriga, coxas, costas, braços —, ela é purificada com soro fisiológico e centrifugada. Só então é reaplicada nos locais que serão remodelados, por meio de microinjeções. A anestesia e o tempo de internação dependem da parte do corpo que receberá o enxerto.

Lipoenxertia nos glúteos

As gordurinhas extras podem ser reaplicadas no bumbum a fim de modelar o contorno da região. Só para exemplificar, elas podem ser utilizadas para esculpir, diminuir depressões, aumentar o volume e corrigir assimetrias.

Enxerto de gordura nas mamas

Nos seios, o procedimento é considerado uma opção para pacientes que buscam um efeito mais discreto e natural. O aumento não é tão expressivo quanto o alcançado com próteses de silicone, mas as chances de rejeição são ainda menores.

Lipoenxertia facial

Além de preencher as rugas e linhas de expressão, a técnica também pode ser usada no rosto para projetar o queixo e dar volume aos lábios. Ademais, também é possível corrigir pequenas imperfeições e depressões nas maçãs do rosto e nariz.

Vantagens e indicações

O enxerto de gordura tem algumas vantagens em relação a outros tipos de preenchimento. O resultado é permanente, apesar de uma pequena parcela da gordura injetada ser reabsorvida. Enquanto isso, os procedimentos com substâncias artificiais têm prazo de validade. A técnica também é mais segura, pois o risco de alergias e reações adversas é muito baixo, já que o preenchedor foi retirado do próprio paciente.
Sintomas comuns em qualquer cirurgia também estão presentes na lipoenxertia, como dor ligeira, pequeno desconforto, inchaço ou hematoma. Mas a recuperação do procedimento é rápida. Há, ainda, a necessidade de tomar antibióticos para prevenir infecções e analgésicos para evitar a dor.

O Dr. Rafael Quaresma

Dr. Rafael Quaresma é médico formado pela Universidade Católica de Brasília e especialista em Cirurgia Plástica. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, atua em cirurgias plásticas gerais, reparadoras e de contorno corporal pós-cirurgia bariátrica.

Outros posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu